Bem-vindo a Sociedade Gnóstica Internacional

23 jun 2012

A Medicina dos Animais e os Indígenas Americanos

As cerimônias e as práticas tradicionais realizadas pelos indígenas americanos estão profundamente conectadas com todos os aspectos da vida, sejam eles naturais ou sobrenaturais, bem como com aquilo que eles chamam de Grande Espírito. Para estes povos, Deus é um conjunto de espíritos que governam o universo em separado, mas que em essência formam uma verdadeira unidade.

A espiritualidade dos nativos das Américas normalmente é caracterizada pelo Animismo ou pelo Panenteísmo, sendo que o primeiro corresponde à relação com seres espirituais inumanos, e o segundo à uma relação com uma força divina cósmica e eterna que interpenetra todas as partes da natureza, mas que se estende infinitamente além dela.

Existe uma relação de respeito e reverência com a natureza, pois o poder espiritual está dissolvido no mundo, e os espíritos sagrados podem ser encontrados no vento, na água, na terra, nas plantas e nos animais.

De modo bastante semelhante à perspectiva espiritual do gnosticismo, é grande a ênfase na importância de uma espiritualidade individual e sua conexão com os aspectos triviais da vida cotidiana.

A prática espiritual dos povos indígenas americanos é realizada principalmente no seio da família ou da tribo, e pode ser melhor compreendida como uma jornada do que como uma religião.

Mesmo assim, as mais diferentes tribos possuem uma série de rituais religiosos específicos, de grande beleza apesar da pouca complexidade, cuja finalidade é acessar e aproveitar as poderosas forças sobrenaturais espalhadas pela criação.

Uma visão mais psicológica desta interação com o mundo espiritual que pode ser praticada de forma exclusivamente individual é conhecida atualmente como a Medicina dos Animais, um processo psíquico que consiste numa tomada de consciência que pode dar origem a efeitos transformadores nas esferas do comportamento, do sentimento e do pensamento.

Leia ainda:

Os Poderes Psíquicos dos Animais de Estimação
A Magia do Gato Preto e o Desdobramento Astral
O Misterioso Bruxo Carlos Casteñeda
Cientistas Comprovam que as Plantas Falam e Escutam

Diferente do que possa representar para a civilização fundamentada nos valores e no pensamento europeu, o termo medicina possui um significado especial para os indígenas americanos. Ele corresponde aos aspectos curativos que determinados animais são capazes de avivar na consciência humana, e a partir dela trazer efeitos benéficos para o corpo e a alma.

As transformações derivadas desta conscientização podem ocorrer no momento em que o indivíduo entra em contato com algum animal de maneira simples, seja mediante contato direto ou através de algum recurso indireto, como um sonho ou um conjunto de ilustrações. Através deste encontro, pode assimilar através de sua consciência o que aquele ser representa em termos arquetípicos.

Para a perspectiva espiritual dos mais diversos povos nativos americanos, todos os animais possuem um simbolismo, ou seja, representam alguma qualidade universal e humana. A aranha, com sua arte de tecer teias belíssimas e resistentes, representa a criatividade. As formigas, com seu árduo e ininterrupto trabalho e determinação, representam paciência e persistência.

Estar consciente do que estes animais representam permite que sejam tomadas atitudes em direção a mudanças que estejam relacionadas com aquela tomada de consciência, o que pode acarretar no suporte, no fortalecimento, na restauração e na proteção do corpo físico e das dimensões psíquicas e espirituais.

Os praticantes deste tipo de medicina costumam se referir às pessoas como o “povo da aranha”, ou o “povo da formiga”, porque o indivíduo que está sendo beneficiado pela Medicina dos Animais recebe o nome do animal cuja simbologia está ocupando sua consciência e provocando uma série de alterações comportamentais.

É importante ter em mente que o animal que tem seu arquétipo agindo de maneira transformadora em sua consciência não é necessariamente o seu Totem, o auxiliar espiritual em forma de animal que está intimamente relacionado à jornada completa da alma. Os seres que surgem através da Medicina dos Animais também são auxiliares, mas apenas em trechos específicos desta jornada.

Como já foi sugerido anteriormente, a Medicina dos Animais pode ser encarada como um processo bastante individual. Para fazer uso dela você vai precisar apenas do conhecimento a respeito da simbologia, uma boa dose de bom senso adicionada à sua espiritualidade, além de, é claro, permitir que os animais se aproximem de você.

Então, o primeiro passo é imitar os nossos antepassados indígenas americanos e estar em contato mais frequente com a natureza. Desta maneira, além de respirar ar puro, fazer caminhadas e contemplar a beleza da natureza, você estará permitindo que os animais de poder se aproximem e seus arquétipos se manifestem em sua consciência, proporcionando as transformações, a superação de obstáculos e a consolidação das virtudes.

8 Respostas

  1. Cordiais saudações, Giordano.
    Seu post nos chega num momento em que uma colega está grávida e sonha com baleias beijando sua barrida.

    Porventura você teria alguma correspondência para baleias?

    Grato.

    Kheóps.

  2. Olá Kheóps,

    Nas tradições xamânicas, a baleia representa os mecanismos de funcionamento da Terra. Em seus mitos, as baleias foram os espíritos responsáveis pela criação das estrelas e dos planetas. Elas seriam capazes de controlar a chuva e promover a cura do corpo humano mediante as vibrações sonoras que emitem.

    Os conhecimentos de simbologia associam a baleia aos períodos de escuridão e solidão experimentados no ventre materno, os quais antecedem o parto. É interessante que a colega leia e medite sobre a história bíblica do profeta Jonas.

    Nas tradições gnósticas, os caminhantes da senda iniciática interpretam a baleia como símbolo do período que transcorre entre a morte psicológica e a ressurreição espiritual, algo que acontece inúmeras vezes ao longo de toda uma vida, sempre em níveis diferentes. Corresponde ao período entre uma e outra iniciação recebida pelo Ser interior do sonhador.

    O beijo é um símbolo de companheirismo no seio das ordens iniciáticas. Junto com o simbolismo da baleia, isso parece indicar que a criança é uma alma muito especial que retorna através do ventre da pessoa em questão.

    Apesar de toda a parcimônia recomendada nestes casos, peço que transmita os parabéns à futura mãe e à sua família, pois além das bênção da maternidade ela está recebendo uma grande responsabilidade.

    Espero que as informações tenham sido úteis.

    Abraços :)

  3. Agradecemos profundamente seu carinho em pronto nos responder.
    Nós todos estamos neste momento on line e ela já recebeu sua resposta à nós enviada.
    Agradecemos pela presteza e carinho.

    Abraços.

    Kheóps.

  4. Esperamos que não se importe, mas colocamos seu link em nosso Blog como um de nossos parceiros.
    Caso se importe, nos avise.

    Até breve.

    Kheóps.

  5. De maneira alguma :)
    Se for ajudar às pessoas, estamos à disposição.
    Apenas aviso que o link está levando à página do Fórum.
    Se era esta a intenção, não vejo problema, mas se não era, pode redirecionar para a página inicial.
    Abraços!

  6. De fato você tem razão, Giordano, ocorre que já alteramos três vezes o endereçamento com o seguinte link http://www.sgi.org.br/ e ele continua direcionando para o Fórum.
    Efetivamente ainda não sabemos o motivo disso…
    Vamos investigar um pouco mais.

    Abraços e gratos pela autorização.

    Kheóps.

Deixe um Comentário