Bem-vindo a Sociedade Gnóstica Internacional

25 nov 2010

O Misterioso Autor de Os Deuses Atômicos

Nas prateleiras das estantes dos grandes autores esoteristas há uma obra cuja ausência dificilmente será notada. Trata-se do livro Os Deuses Atômicos, uma obra que não só chama a atenção pelos preciosos ensinamentos a respeito da prática da Yoga para ocidentais, como também pela excassez de informações sobre seu autor.

As edições publicadas em diversas línguas trazem como autor deste livro o emblemático M, letra que por muitos anos ficou cercada de mistério e que deu margem para as mais diversas interpretações. A mais popular delas leva os estudantes – especialmente aqueles que não leram o livro – a crer que o autor seja o Mestre Moria, um dos Mahatmas instrutores de Helena Petrovna Blavatsky.

Em outros momentos, já houve também quem equivocadamente considerasse que M seria um pseudônimo de autores como Aleister Crowley ou o próprio Samael Aun Weor. Este último mestre gnóstico inclusive cita em duas de suas obras o livro Os Deuses Atômicos, o que por si só deveria desfazer a mencionada especulação.

Na realidade, trata-se de um ilustre desconhecido, cuja identidade pode ser identificada até os dias de hoje apenas por Thurston, seu sobrenome. Quem revela este fragmento de sua identidade é Michael Juste, autor do livro The White Magician: An Occult Autobiography (O Mago Branco: Uma Autobiografia Ocultista). Nesta obra, Juste trata dos ensinamentos teosóficos que aprendeu na companhia de um ilustre amigo esoterista, o famoso teósofo e escritor espiritualista inglês Paul Brunton, além de apresentar o Irmão M, personagem que identifica como sendo o próprio Thurston.

Brunton teria sido um dos mais destacados discípulos de Thurston. Ele o conheceu em uma livraria, e neste encontro Michael Juste também estava presente. Então, Thurston, que era dotado de incríveis poderes místicos, realizou previsões sobre a vida de Brunton e fez contato psíquico com seu filho, que ainda estava sendo gestado. O filho de Brunton recebeu o nome do Mestre e veio a se chamar Kenneth Thurston Hurst. Já adulto, Kenneth ainda recordaria o contato com o Mestre de seu pai.

Anos mais tarde, Kenneth publicou uma biografia de seu pai, intitulada Paul Brunton: A Personal View by Kenneth Thurston Hurst (Paul Brunton: Uma Visão Pessoal por Kenneth Thurston Hurst). Além de revelar detalhes sobre a vida de Brunton, o livro ainda ostenta uma rara fotografia do misterioso Thurston, talvez a única imagem disponível deste mestre anônimo.

Passagens do livro de Juste sugerem que Thurston era um pintor de origem americana que viveu a maior parte de seu tempo em Londres. Seria ele um verdadeiro Adepto e profundo conhecedor da medicina tradicional dos iroqueses, dos quais seria descendente. Os iroqueses são uma nação indígena nativa da América do Norte, que vivia em torno dos Grandes Lagos, na região hoje compreendida pelo lado ocidental dos Estados Unidos e do Canadá.

Outros, como o Dr. J. Glenn Friesen, sugerem que Thurston seria na realidade o maçom Frederick W. Thurstan, que em Londres organizava reuniões espiritualistas na Loja Maçônica Hertford, em Battersea, distrito localizado no sul de Londres, com o objetivo de desenvolver poderes psíquicos. Frederick Thurstan colaborava com artigos em revistas ocultistas da época, como a Occult Review e a Teosophist, nos quais falava sobre os Mahatmas da Índia e os mistério do antigo Egito.

O título original em inglês do livro é The Dayspring of Youth, cuja tradução significa A Aurora da Juventude. Contudo, esta expressão corresponde a um fluxo de energia cósmica proveniente das hierarquias divinas, que se manifesta no início e fim de uma Era. Esta corrente energética chega até à atmosfera terrestre e com ela se mescla.

Através das práticas indicadas no livro, é possível se conectar diretamente com esta força e adquirir uma sabedoria esotérica mais apropriada aos novos tempos que se iniciam, toda vez que uma Era chega ao seu fim e uma outra tem início. Uma vez em contato com esta gnosis, o discípulo se converte em um verdadeiro instrumento deste novo ciclo cósmico.

Ficou interessado?

Adquira o livro clicando AQUI.

10 Respostas

  1. jussara amazonas de mendonça

    Ola Giordano, gostaria de saber informações sobre essa Soc.Gnóstica e qual a origem dela.
    obrigada,
    jussara

  2. edriano

    gostaria de apreender as sabedoria de alguns GNOSIS ser e isto pode chamar de sabedoria , aquele que tem a gnisis em si, guarda algo oculto ? o que e poderia me esplicar algo ? o que significa os baralho egipcio me mande algo que eu possa decifrar?

  3. Panyatara

    Olá Giordano
    Excelente seu trabalho acima. Posso informar que já traduzi o livro The White Magician: An Occult Autobiography (O Mago Branco: Uma Autobiografia Ocultista) e estou tentando publicá-lo. Se conseguir, mandar-lhe-ei um exemplar.
    Panyatara

  4. L.

    Prezado Giordano,
    voce poderia por gentileza me indicar quais são as 2 obras do VM. Samael onde é citado o livro “Os Deuses atômicos”?

    Saudações,
    L.

  5. Olá L.,
    Em dois livros ele cita a obra e até transcreve passagens:
    – Revolução de Belzebu (1950)
    – Medicina Oculta (1952)
    E em outros dois ele faz referência aos deuses atômicos e suas funções na ultra-biologia dos seres humanos:
    – Rosa Ígnea (1954)
    – Mensagem de Aquário (1960)
    Abraços!

  6. James

    Olá Giordano!
    Gostaria de te dizer que achei interessante a revelação acima. Bem a muito tempo atrás, conheci um amigo e professor que, instruiu-me esoterismo e indicou o livro “Deuses atômicos”
    Na época a edição era em espanhol, depois houve uma tradução em português. O livro do mestre Samael ” Medicina oculta” faz algum comentário sobre os Deuses atômicos e principalmente do “INTERCESSOR ELEMENTAL” na parte de magia elemental com as plantas. O curioso disto tudo é que poucas pessoas que estão no caminho iniciático sabem dessas revelações que, são ao meu ver muito importante. Ninguém chegará ao reino interior sem a ajuda deste intercessor, pois ele é quem inicia o discípulo ao conhecimento de sí mesmo ou do mundo que habita dentro de sí.
    Quem me informou isso no início era um iniciado dos mistérios internos.
    James

  7. Realmente James, o livro e seu conteúdo são muito importantes para o caminhar na senda iniciática. E o Intercessor Elemental é parte fundamental deste processo. Obrigado por compartilhar suas experiências :) Abraços!

  8. Guilherme

    Eu tenho o livro em PDF, são muitas páginas para ler. Tenho muita afinidade com esse lado teosófico e oriental.

    Abrços!

Deixe um Comentário