Bem-vindo a Sociedade Gnóstica Internacional

O Problema do Mal Segundo o Gnosticismo | Aula AO VIVO #2

12 maio 2015

O Problema do Mal Segundo o Gnosticismo | Aula AO VIVO #2

//
Comentários6
/

Para as filosofia das religiões, o “problema do mal” trata da conciliação entre a existência do MAL e a ideia de uma divindade onipotente, onisciente e onibenevolente, associada ao BEM, o que à primeira vista parece ser impossível. O problema do mal foi uma das principais motivações teológicas para a perseguição aos gnósticos da antiguidade e, em especial, os Gnósticos Cátaros da Idade Média. Nesta aula vamos refletir sobre a resposta oferecida pelo Gnosticismo Contemporâneo, apoiado na obra de Samael Aun Weor, ao problema do mal, aproveitando a apresentação sobre o mesmo tema realizada em Lisboa, Portugal, entre os dias 9 e 13 de maio de 2015, no I Congresso Lusófono de Ciência das Religiões (http://clre.ulusofona.pt/).

Acompanhe toda semana as nossas aulas AO VIVO.

CLIQUE AQUI e inscreva-se em nosso canal no YouTube.

6 Respostas

  1. antonio frias

    Nunca ouvi dizer que Samael Aun Weor esteve ligado em algum momento da vida À MAÇONARIA. Ele não faria isso porque ele sabia que o movimento gnóstico não tem nada a ver com essa seita.

    Uma coisa é você falar sobre magia branca e outra, de magia negra. Gosto do movimento Gnóstico, procuro seguir mas não gosto dessa mistura: magia branca e negra. Se você é maçom, fale de Maçonaria nos lugares corretos. Sociedade Gnóstica Internacional deve falar exclusivamente de gnosticismo, dos ensinamentos de Samael, Buddha…

    Você está falando do Mal numa sociedade de magia branca e misturando as bolas… isso não é correto, não aceito isso. Se isso voltar a acontecer, pode ter certeza, você não entra mais na minha casa.

    Discuta maçonaria em templos maçons, aqui, por favor, fale dos ensinamentos gnósticos sem misturar as coisas. Ua coisa é uma coisa e outra coisa é uma coisa bem diferente!

    Maçonaria é uma seita negra. Pode confiar em mim, sou bem mais velho que você e já vivi o suficiente. Aprendi na prática os dois conceitos. Ninguém pode amar a Deus e ao Diabo. isso é hipocrisia, não é gnosis.

  2. Antonio,

    Obrigado pela sua mensagem.

    Samael Aun Weor nunca esteve ligado à Maçonaria. Mas falou dela em muitos momentos, em reconhecimento ao fato desta instituição ser, assim como muitas outras, uma manifestação legítima da Tradição Gnóstica.

    Qualquer um que estude a Maçonaria, suas origens, seus mitos, seus graus, sua filosofia e seus costumes, poderá ver com clareza que se trata de uma manifestação legítima da GNOSIS ETERNA E UNIVERSAL.

    Além de Samael Aun Weor, muitos dos grandes Mestres Gnósticos falaram sobre a Maçonaria, entre eles Charles Leadbeater, Gerard Encausse e Jorge Adoum. Leia seus livros e a verdade saltará clara diante de seus olhos.

    Maçonaria nada tem a ver com Magia Negra. Pode ser que existam magos negros na Maçonaria, mas estes também podem estar no Catolicismo, no Budismo, no Hinduísmo, no Rosacrucismo, no Teosofismo e, infelizmente, no Gnosticismo.

    Respeito a sua idade querido Antonio, mas não permitiremos que aqui aconteça a propagação de ideias equivocadas sobre a gnosis e o gnosticismo.

    Abraços Fraternos!
    Paz Inverencial!

  3. Alice Pinto

    …O PARABENIZO NA EXPLANAÇÃO ÉTICA, ESPIRITUAL, CIENTIFICAMENTE APROFUNDADA, QUANTO ESTE TEMA BASTANTE COMPLEXO, E QUE NOS EXIGE FÔLEGO, SABEDORIA, AMOR ENFIM, POR TUDO E POR TODOS!
    É COM SATISFAÇÃO QUE COMPARTILHO A RIQUEZA DESTE MATERIAL, EM PROL DE TODO AQUELE QUE BUSCA O DESPERTAR DA SUA CONSCIÊNCIA, SEM FANATISMOS DOGMÁTICOS DE QUALQUER ESPÉCIE..
    PAZ INVERENCIAL
    ALICE PINTO.

  4. Muito obrigado querida Alice!

    Que este conteúdo sirva para animar as consciências no caminho da revolução íntima!

    Abraços Fraternos!
    Paz Inverencial!

  5. Debora Espasiani

    Assisti a este vídeo hoje, 09 de fevereiro de 2016 e, li os comentários. Realmente, existem magos negros em todos os lugares e, as pessoas precisam saber que as lojas maçônicas podem ser independentes, assim como as lojas da rosa cruz que até S.A.W. menciona em um de seus livros – acredito que seja no livro O Gnosticismo do Século XX -.
    Bom, também, quando tenho alguma dúvida, comento em email e não em comentários para que não haja conflitos porque temos que solicitar esclarecimentos e não abrir discussões a toa.
    O que, na verdade quero dizer é que, há alguns dias atrás, assisti a uma série chamada Roma e hoje mesmo, comentei com minha filha sobre o mal, do por quê as pessoas querem conquistar outros países, do por quê cada um não cuida de sua casa, por quê a cobiça no que é dos outros e aí está a resposta: a cobiça.
    Gostei muito do vídeo, porém, tenho algumas perguntas a fazer que mandarei por email.
    Estou assistindo a um vídeo por dia até que chegue aos Apóstolos que estão em dia.
    Abraços Fraternais.
    Muito obrigada mais uma vez.

  6. Obrigado pelos comentários Debora!

    Sinta-se à vontade em nos enviar suas dúvidas. Sugerimos que sejam postadas em nosso fórum, se desejar, pois assim poderemos discutir suas dúvidas, que podem ser as dúvidas de outras pessoas também!

    Abraços Fraternos!
    Paz Inverencial!

Deixe um Comentário