Bem-vindo a Sociedade Gnóstica | SGI
Categoria

Mitologia

Santidade e Generosidade de São Nicolau

Hoje, dia 6 de dezembro, celebra-se o nascimento de São Nicolau (ou Sinterklaas), mais conhecido como Papai Noel, o bom velhinho, grande símbolo de generosidade. Seus exemplos de vida nos ensinam sobre o valor da caridade e da generosidade, valores que hoje andam meio esquecidos em meio à ignorância e ao consumismo.

A Árvore Sagrada do Mediterrâneo

A oliveira era considerada sagrada na Grécia, carregando em si atributos como sabedoria, paz, abundância e glória para os povos. Ela ainda representa a fecundidade, beleza e dignidade. Esta bela árvore é um símbolo freqüente nas mais diversas tradições referente à religiosidade, misticismo, cultura, medicina e gastronomia.

As Deusas Gregas | Encontro Especial

Neste encontro especial, convidamos você a entrar em contato com as várias faces do Eterno Feminino através de uma experiência única. Para muitos povos arcaicos, o mundo surgiu de uma Deusa Mãe, a Grande Deusa Criadora, que é o útero e a força geradora do universo. Esta Grande Deusa reina absoluta sobre o ciclo eterno do nascimento, da vida, da morte e do renascimento.

A Jornada do Herói e o Caminho da Iniciação | Encontro Gnóstico

Neste encontro formado por conferências e vivências serão estudados, de maneira mais profunda, os estágios do Caminho da Iniciação através do esoterismo cristão, da visão mitológica de Joseph Campbell e da obra de Samael Aun Weor. Estará presente no evento o conferencista internacional Fernando Salazar Bañol, que foi secretário particular e discípulo direto de Samael Aun Weor.

Os 7 Dilúvios Mais Devastadores da Mitologia

As narrativas mitológicas do dilúvio são encontradas em mais de 200 contextos culturais diferentes em todos os continentes. Este mito é uma narrativa simbólica na qual uma grande inundação é enviada por uma divindade para destruir a humanidade e permitir sua renovação. Na literatura esotérica, o dilúvio universal estaria associado à destruição da Atlântida.

Mitologia e Guerra nas Estrelas: Redenção e Ressurreição

Entre as cenas mais emocionantes de toda a saga de Guerra nas Estrelas, o momento em que Luke Skywalker enfrenta a maldade de seu pai, Anakin Skywalker e mediante seu sacrifício oferece uma possibilidade de redenção para aquele que representa a encarnação da maldade, representa o desfecho clássico das narrativas mitológicas universais.

Mitologia e Guerra nas Estrelas: Humanos e Máquinas

Em sua empreitada para sobrepujar o herói em sua batalha pelo equilíbrio e pela justiça, as forças do mal empregam máquinas e instrumentos tecnológicos para alcançar seus objetivos. Esta é uma poderosa metáfora da aniquilação da humanidade e de seus valores, tais como a espontaneidade e a diversidade, em favor da burocracia, da opressão e da padronização.

Mitologia e Guerra nas Estrelas: Encarnações da Maldade

Os mitos clássicos apresentam a luta entre as potências do bem e do mal como uma arena na qual o herói enfrenta suas batalha mais definitivas. Seus valores são testados mediante a apresentação de múltiplos desafios e obstáculos, mas também de doces tentações, pois a maldade também possui seu encanto, e não são poucos os que sucumbem à ela.

Mitologia e Guerra nas Estrelas: Os Bobos da Corte

Atrapalhados, esquisitos, monstruosos e até mesmo tolos, muitos dos personagens mitológicos que acompanham o herói em sua jornada são responsáveis por desatar eventos trágicos, lançar terríveis desafios e ordálias, ou ainda apenas quebrar o padrão emocional de tensão e drama que marca a aventura, trazendo alívio cômico à narrativa mitológica.

Mitologia e Guerra nas Estrelas: Companheiros de Jornada

As aventuras de um herói durante a sua jornada não costumam ser solitárias. Muitos companheiros se juntam à ele ao longo do caminho, seja para ajudá-lo a cumprir uma tarefa específica ou para permitir que ele aprenda algum ensinamento valioso. Grandes feitos exigem algo a mais do que simplesmente coragem e a sabedoria de um mentor.

Mitologia e Guerra nas Estrelas: Guias e Mentores

Elementos fundamentais nas mais diversas tradições mitológicas, os mentores são os indivíduos que instruem e acompanham o herói em sua jornada. Na saga de Guerra nas Estrelas vemos os personagens Yoda, Obi-Wan Kenobi e Qui-Gon Jinn exercerem a função de magos, sacerdotes e guias espirituais e filosóficos dos heróis Anakin e Luke Skywalker.

Mitologia e Guerra nas Estrelas: a Jornada do Herói

Muito semelhante à uma escritura sagrada dos dias atuais, a obra de George Lucas atualizou os arquétipos das mais importantes tradições antigas e apresentou velhos mitos repaginados para as novas gerações. Guerra nas Estrelas inaugura o mito moderno, que é exibido nas grandes telas do cinema e carregado de sons, imagens e efeitos especiais.

Mitologia e História dos Jogos Olímpicos

Mais do que apenas um evento esportivo destinado à congregação dos povos, os Jogos Olímpicos são uma forma de expressão muito antiga dos ensinamentos esotéricos das Religiões de Mistérios, as quais foram perseguidas e oprimidas pelo Império Romano que se aliava definitivamente à Igreja Católica e instituir o Cristianismo como religião oficial.