Bem-vindo a Sociedade Gnóstica | SGI

A Supra−Sexualidade

A supra−sexualidade é o resultado da Transmutação Sexual. Cristo, Buda, Dante, Zoroastro, Maomé, Hermes, Quetzalcoatl e muitos outros grandes Mestres foram supra−sexuais.

Os dois grandes aspectos da sexualidade são a geração e a regeneração. No capítulo anterior estudamos a geração consciente. Agora, vamos abordar a regeneração.

Estudando a vida dos animais, achamos coisas muito interessantes. Se uma serpente, por exemplo, for cortada ao meio, podemos estar seguros de que ela tem o poder de regenerar−se e desenvolver totalmente uma nova metade com todos os órgãos da metade perdida. A maior parte dos vermes da terra e do mar têm o poder de regenerar−se constantemente. Da mesma forma, a lagartixa pode regenerar sua cauda e o organismo humano sua pele. O poder de regeneração é absolutamente sexual.

O homem tem o poder de recriar a si mesmo. O homem pode criar dentro de si mesmo o super−homem. Isto é possível sabendo utilizar o poder sexual. Podemos recriar−nos como autênticos super−homens. Isto só é possível com a transmutação sexual. A chave fundamental da transmutação sexual é o Arcano A.Z.F. (a Magia Sexual).

Na união do falo com o útero está a chave de todo o poder. O mais importante é que o casal aprenda a retirar−se do ato sexual antes do espasmo, antes do derrame seminal. Não se deve derramar o sêmen, nem dentro do útero, nem fora dele, nem pelos lados, nem em parte alguma. Falamos assim, claramente, para que as pessoas entendam, mesmo que alguns puritanos infra−sexuais qualifiquem−nos de pornográficos.

A vida humana, por si mesma, não tem nenhum significado. Nascer, crescer, trabalhar duro para viver, reproduzir−se como um animal e logo morrer; esta é realmente uma corrente de martírios que o homem traz enredada à alma. Se a vida fosse apenas isso, não valeria a pena viver. Felizmente, em nossas glândulas sexuais trazemos a semente, o grão. Dessa semente, do grão, pode nascer o Super−Homem, o Adão−Cristo, o Menino de Ouro da Alquimia Sexual. Por isto sim, vale a pena viver. O caminho é a Transmutação sexual.

Esta é a ciência de Urano. Este é o planeta que controla as gônadas ou glândulas sexuais. Este é o Planeta que governa a Constelação de Aquário.

Urano tem um ciclo sexual de oitenta e quatro anos. É o único planeta que dirige seus dois pólos para o Sol. Os dois pólos de Urano correspondem aos aspectos masculino e feminino. Essas duas fases se alternam em dois períodos de 42 anos cada um. O estímulo alternado dos dois pólos de Urano governa toda a história sexual da evolução humana. Épocas em que as mulheres se desnudam para exibir seus corpos, alternam−se com épocas em que os homens se enfeitam. Épocas de preponderância feminina alternam−se com épocas de cavalheiros intrépidos. Esta é a história dos séculos.

Quando o ser humano chega à idade madura é estimulado pelo ciclo oposto ao que governou sua vida durante a infância e juventude. Então realmente estamos maduros e nos sentimos sexualmente estimulados pelo sexo oposto. Realmente a idade madura é maravilhosa para o trabalho de regeneração sexual. Os sentimentos sexuais são mais ricos e maduros aos quarenta do que aos trinta anos.

O super−homem não é o resultado da evolução. O super−homem nasce da semente. O super−homem é o resultado de uma tremenda Revolução da Consciência. O super−homem é o Filho do Homem mencionado pelo Cristo. O super−homem é o Adão−Cristo.

Evolução significa que nada está quieto, que tudo vive dentro dos conceitos de tempo, espaço e movimento. A natureza contém em si todas as possibilidades mas ninguém chega à perfeição com a evolução. Alguns tornam−se melhores, mas a imensa maioria torna−se terrivelmente perversa. Essa é a evolução.

O homem da inocência, o homem paradisíaco de uns tantos milhões de anos atrás é agora, depois de muito evoluir, o homem da bomba atômica, o homem da bomba de hidrogênio, o corrompido do peculato e do crime.

A evolução é um processo de complicação da energia. Necessitamos retornar ao ponto de partida (o sexo) e regenerar−nos. O homem é uma semente vivente. Esta semente é o grão que deve esforçar−se para que o super−homem germine. Isso não é evolução, isso é uma tremenda revolução da consciência. Com justa razão disse o Cristo: “Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, é necessário que o Filho do Homem seja levantado”. O Filho do Homem é o Adão−Cristo, O Super−Homem.

Com a transmutação sexual, nos regeneramos absolutamente. A idade do êxtase místico é precedida sempre pela idade do gozo sexual. A mesma energia que produz o gozo sexual, quando transmutada, produz o êxtase.

A lâmpada do Ermitão do Arcano Nove, que normalmente encontra−se encerrada nas profundas cavernas dos órgãos sexuais, deve ser colocada dentro da torre do templo. Essa torre é o cérebro. Então ficamos iluminados. Este é o caminho realmente positivo que nos transforma em Mestres do Samadhi (Êxtase).

Toda verdadeira técnica da meditação interna está intimamente relacionada com a transmutação sexual. Necessitamos levantar a lâmpada bem alto para iluminar−nos.

Todo pimpolho alquimista, após haver sido coroado, vai se afastando pouco a pouco do ato sexual. O conúbio secreto vai se distanciando cada vez mais, de acordo com certos ritmos cósmicos, marcados com o gog oriental. Assim é como se sublimam as energias sexuais, até transmutarem−se absolutamente, para produzir o êxtase contínuo.

O pimpolho da Alquimia, que em precedentes reencarnações trabalhou no Magistério do Fogo, realiza esse trabalho de laboratório sexual em tempo relativamente curto. Contudo, os que pela primeira vez trabalham na Grande Obra necessitam de pelo menos vinte anos de trabalho muito intenso, e vinte anos para irem se retirando lentamente do trabalho de laboratório. Um total de quarenta anos para realizar todo o trabalho. Quando o alquimista derrama o Vaso de Hermes, apaga−se o fogo do fornilho do laboratório e perde−se todo o trabalho.

A idade do êxtase místico começa onde a idade do gozo sexual termina. Todo aquele que alcançar a Iniciação Venusta, terá depois um trabalho muito difícil a realizar. Este trabalho consiste na transplantação das energias sexuais.

Assim como se pode fazer um transplante vegetal, passando uma planta de um vaso para outro, da mesma forma deve−se transplantar a energia sexual, extrai−Ia do homem terrenal e passá−la, transplantá−la para o Adão−Cristo. Em Alquimia se diz que devemos liberar o “ovo filosofal” da asquerosa podridão da matéria e entregá−lo definitivamente ao Filho do Homem.

O resultado desse trabalho é surpreendente e maravilhoso. Este é, precisamente, o instante em que o Adão−Cristo pode tragar sua consciência humana. Antes deste momento, a consciência do Adão do pecado deve estar morta. O Deus Interno só pode devorar a Alma. Ao chegar a essas alturas, o Mestre se realizou totalmente. A partir deste instante, obtém−se o êxtase contínuo, a suprema Iluminação dos grandes Hierofantes.

O nascimento do super−homem é um problema absolutamente sexual. Necessitamos nascer de novo para entrar no Reino dos Céus. O super−homem é tão diferente do homem como o raio da nuvem negra. O raio sai da nuvem, mas não é a nuvem. O raio é o super−homem, a nuvem é o homem.

A regeneração sexual põe em atividade os poderes que tivemos no Éden. Nós perdemos estes poderes quando caímos na geração animal, e só os reconquistaremos quando nos regenerarmos. Assim como o verme pode regenerar seu corpo e a lagartixa sua cauda, nós podemos da mesma forma regenerar os poderes perdidos, para resplandecer novamente como Deuses. As energias sexuais já transplantadas no Adão−Cristo resplandecem com a brancura imaculada da divindade e assemelham−se a terríveis raios divinos.

É tremenda a grandeza e a majestade do super−homem. Realmente o super−homem brilha por um momento na noite dos séculos e logo em seguida desaparece, tornando−se invisível para o homem. Comumente podemos encontrar indícios desta classe de seres em algumas escolas secretas de regeneração, sobre as quais pouco se sabe oficialmente. É através dessas escolas secretas que sabemos da existência desses sublimes seres supra−sexuais.

As escolas de regeneração têm épocas de atividade pública e épocas de trabalho secreto. O Planeta Netuno governa ciclicamente a atividade dessas escolas. No organismo humano Netuno tem controle sobre a glândula Pineal. Só com a transmutação sexual é que entra em atividade esta glândula de Deuses. Urano controla as glândulas sexuais e Netuno, a glândula Pineal. Urano é Alquimia Sexual prática. Netuno é estudo esotérico. Primeiro devemos estudar e depois trabalhar no laboratório. Urano tem um ciclo sexual de oitenta e quatro anos e Netuno um ciclo de estudos de 165 anos. O ciclo de Urano corresponde, praticamente, à metade da vida humana. O ciclo de Netuno é o ciclo de atividade pública de certas escolas de regeneração. Somente pela Senda do Matrimônio Perfeito chegamos à Supra−Sexualidade.

Capítulo 5 – A Sexualidade Normal Capítulo 7 – As Sete Igrejas