Bem-vindo a Sociedade Gnóstica Internacional

16 jun 2012

Os Novos Teístas e o Naturalismo Religioso

Estimulada pelo avanço do Novo Ateísmo, um novo tipo de espiritualidade está tomando forma ao redor do planeta, e seus adeptos emergem do seio das mais variadas denominações religiosas mundiais. Conhecida como Novo Teísmo, esta abordagem é essencialmente naturalista religiosa, que descarta a sobrenaturalidade, o dogmatismo e o autoritarismo, enfocando o humanismo, a liberdade individual e a liberdade religiosa.

Através de uma abordagem que costura ciência, inspiração e sustentabilidade, o Novo Teísmo sustenta que a realidade formada pelas experiências sensoriais humanas é o seu Deus, as evidências científicas são os livros que compõem suas Escrituras Sagradas, a integridade moral é a sua Religião, e a contribuição para um futuro próspero e saudável é a missão de seus aderentes.

Religião e ciência travam uma batalha histórica pela primazia na explicação da origem e do funcionamento do mundo, bem como da origem e do sentido da existência humana. Seus métodos de entendimento da realidade são muito diferentes, e se a ciência levou a pior ao longo de muitos séculos, hoje sua perspectiva avança de modo a angariar descrentes e converter crentes.

Os Novos Teístas não querem conciliar ciência e religião. Querem mostrar como chegar à experiência religiosa através da ciência, ou melhor, de seu lado inspirador capaz de estimular as pessoas de diferentes origens e crenças a viverem integradas umas às outras e a cooperarem com a construção de um mundo próspero e justo para todos.

Para isso, buscam mostrar como a visão da história da humanidade, da natureza do ser humano e da experiência da morte, construída através de evidências científicas, pode fornecer um sentido existencial tão ou mais profundo que o conforto oferecido pelas religiões.

Bem ao contrário dos crentes, os Novos Teístas se autodenominam evidencialistas, e com isso querem dizer que colocam as evidências científicas, históricas e interculturais acima de qualquer escritura sagrada, de qualquer dogma religioso e de qualquer autoridade eclesiástica. Nem por isso desprezam a religião, mas assim como ela prefere a fé à evidência, eles preferem a evidência à fé, e afirmam que seu evidencialismo enriquece e aprofunda a comunhão com isto que pode ser chamado de Deus, Realidade, Vida, Universo, Mistério, Totalidade.

Leia ainda:

Universos Paralelos (Documentário)
Entenda a Mecânica Quântica (Documentário)
Água, o Grande Mistério (Documentário)
Stephen Hawking troca Deus pela Gravidade

Assim como a fé, os temas sobrenaturais são postos de lado, pois os Novos Teístas são naturalistas. E como naturalistas, eles preferem encontrar inspiração neste mundo e nesta vida, descartando as promessas de uma vida após a morte, seja ela a Nova Jerusalém ou a reencarnação. Contudo, seu naturalismo não os faz desprezar as experiências transcendentais e o mistério, mas os impede de conceber os fenômenos místicos como algo separado da natureza.

A maioria dos Novos Teístas atribui valor aos tradicionais símbolos e aos rituais religiosos, bem como a comunidade que se forma à volta de ambos. Contudo, eles se abstêm de interpretar literalmente qualquer referência sobrenatural ou etérea presente nas escrituras, nos credos ou nas doutrinas. A ideia é interpretar metaforicamente e simbolicamente as suas imagens míticas, da mesma forma como os sonhos são interpretados.

Eles exercem aquilo que poderia ser chamado de espiritualidade prática, termo que deve ser entendido em contexto. Para os Novos Teístas, espiritualidade significa um conjunto de valores e ferramentas que ajudam o indivíduo a cultivar sua integridade, sua relação com a realidade e ajudar os demais e as outras espécies a fazer o mesmo. Trata-se ainda de uma postura interpretativa que oferece esperança em tempos de confusão, alento em tempos de aflição e suporte para encarar as mudanças inevitáveis da vida.

Uma das características que assemelha os Novos Teístas dos gnósticos contemporâneos que aplicam a proposta original de Samael Aun Weor é a sua diversidade, pois não vêem problemas em serem naturalistas religiosos e ao mesmo tempo cristãos, judeus, muçulmanos, hindus, pagãos ou xamãs. Isso porque ambos, novos teístas e gnósticos, não deixam que a literalidade e o dogmatismo limitem sua prática espiritual.

Outra característica fundamental dos Novos Teístas é a sua distinção entre uma realidade subjetiva e outra objetiva. A primeira é chamada de verdade prática, sendo aquela que produz realização pessoal e coerência social. A segunda é chamada de verdade factual, sendo aquela que assim é considerada em virtude de poder ser mensurada. Portanto, os Novos Teístas preferem interpretar a linguagem religiosa através das lentes empíricas, descartando a teologia e a filosofia.

O valor que os Novos Teístas atribuem às religiões não se restringe a um respeito pela preferência religiosa pessoal, mas inclui o papel histórico das tradições religiosas no estímulo à cooperação em escala mais ampla do que aquela que os instintos poderiam ter alcançado por si só. Não existe um credo nesta nova atitude espiritual, apenas a ideia de que a Realidade é Deus, a evidência é a escritura sagrada, a integridade moral é a religião, e a contribuição para um futuro sadio é a missão.

Este movimento é formado por pessoas que compartilham destas visões, mas que ainda sustentam diferenças. Em essência, os Novos Teístas são evidencialistas que reconhecem e valorizam o papel evolucionário das religiões, que valorizam as tradicionais linguagens inspiradas, e estão comprometidos em viver de maneira edificante, de modo que seja possível a construção de um futuro próspero para as gerações futuras e toda a vida no planeta.

6 Respostas

  1. nousvate

    Quais são os fatores básicos que constitui uma religião?

    Ter uma doutrina, ter Fe em algo superior, adotar um código ético no propósito de se seguir um caminho espiritual.

    Porque o ser humano tem essa carência por uma religião?Por seguir algo, por ter que acreditar em algo?
    Porque o ser humano esta incompleto neste mundo das sensações e desejos e quando ele buscar se completar, necessariamente ele e levado ao seu interior de onde parte seus princípios mais primários, ou sua essência.

    Mesmo que uma pessoa conheça as razoes e explicações de todas as cosias do mundo através de qualquer método seja por uma religião ou ciência, se ele não se integrar com deus íntimo particular já mais ele se sentira completo.

    E como diz a gnose de samael,o único caminho para se retorar ao pai ,esta no sexo,sem esta realidades todas tentativas será somente uma forma de nos auto enganar,mais sedo ou mias tarde as coisa gira,e La vamos estar preso a triste realidades de irmos para o inferno,mesmo sabendo como funcionas as engrenagens do mundo.

    Uma religião que não tenha os princípio do amor não pode ser considerada uma religião, e o amor e a expressão de seres que se integrem,que e se completa em todas as esferas, e para isto não a necessidade de formula,de dados,de teorias, ou ate de títulos.

    Nas realidades do amor tudo e muito simples, e essa e a única religião que liberta toda a humanidade.

  2. Nousvate,
    Por que você não interage com o conteúdo do artigo ao invés de realizar sempre as mesmas pregações? Seus comentários são sempre assim. Você pega o gancho do tema geral e, sem se importar muito com a ideia apresentada, discorre sempre sobre as mesmas coisas ou faz críticas. Sinceramente, este tipo de comentário não acrescenta nada para a conversa. Você não tem um site onde pode apresentar suas ideias? Fica parecendo aqueles pastores que ficam nas praças públicas pregando a palavra de Jesus.
    Pense nisso, e interaja com o conteúdo, senão não vou mais aprovar seus comentários.
    Abraços.

  3. nousvate

    Ola Giordano?

    Não leve as coisas para este lado talvez esteja havendo uma mal interpretação de minhas idéias.

    Não quero ser o pastor fanático e chato que sempre cai na retórica da crença, ao mesmo tempo acredito que toda idéia não poder ser vista só pelo um ponto de vista aceitável, tem que haver a critica sem a intenção de ferir ou degradar o que se esteja discutindo.

    A liberdade e exatamente isto, você não precisa gostar do que digo ou como digo, mas você pode questionar se estou com razão ou não, seguindo sempre os principio da gnose.

    Se isto não for possível, ai realmente não está falando de liberdade.

    você ate pode bloquear os comentários, o que isto ira mudar?

  4. Amigo,

    Não se trata de interpretar as ideias de forma errada. Também não se trata de gostar ou não gostar do que você afirma.

    Como expliquei na primeira mensagem (a qual acho que você não leu com atenção), trata-se do modo recorrente de interação com o conteúdo, onde as ideias apresentadas inicialmente não são discutidas, mas são apresentadas novas argumentações em torno do tema central. Há coerência, mas falta coesão. A seção de comentários dos artigos serve para fazer comentários sobre o assunto proposto, e não para discorrer sobre outro assunto, mesmo estando dentro do mesmo tema.

    Entenda, amigo, que este tipo de comentário não acrescenta nada à conversa, justamente porque não é uma conversa, não é um diálogo. E os comentários servem pra isso, conversar e dialogar. O autor apresenta uma ideia e nos comentários você discute a ideia, e não apresenta uma nova ideia. Para isso, existem os blogs (acho que você tem o seu, não é mesmo?), e lá você pode escrever à vontade, pois é o espaço adequado pra isso.

    Por favor, leia com atenção o que estou te dizendo e admita, pelo menos por um instante, a possibilidade de você estar errado. Não escrevo isso com más intenções, mas para que você entenda algo que parece não ter se dado conta até o momento. Isso nada tem a ver com liberdade, mas sim com organização e respeito aos espaços deste site. A liberdade não pode conviver com o desrespeito.

    E uma última coisa. Se eu bloquear os seus comentários, isso vai fazer TODA a diferença. Não gostaria de fazê-lo, mas é meu último recurso, e vou usá-lo :)

  5. nousvate

    Meu caro Giordano

    Não sei se você sabe, mas eu tenho muito carisma por você, e não gostara de criar um a certa resistência em nossa relação mesmo sendo esta relação por meio de conversas através de saite e email

    E sempre procuro em toda relação de amizade vir a somar não dividir, te peço desculpa imensamente se caso venho a agredir indiretamente de alguma forma nossa amizade seja por simples ação de uma idéia

    No entanto, quero te dizer que quando digo que se bloquearem meus comentários eu continuarei pensado e agindo da mesma forma, não por capricho, mas porque e assim vivo, Farei um esforço para mudar? Sim, se isto for necessário para que todos se beneficiem, eu sempre irei mudar para que a harmonia reine seja onde for

    Talvez você não compreenda que o que vivo hoje psicologicamente e espiritualmente, mas minhas ações esta, mas próximo do caos que da organização, portanto isto e um processo natural porque estou passando em minha vida espiritual interna por qualificações por isto me expresso e vivo relativamente como certo desordem, porque e assim que tem que ser

    Se você quer ser iniciado e quer ter um mundo perfeito ao mesmo tempo aqui no mundo físico isto e impossível, se você realmente viver uma alta iniciação ira entender o que quero te dizer, a perfeição e organização vem com a unificação, e a expressão da ordem além do caos ultrapassa e essa ordem que você me fala pra seguir.

    Eu não sou alguém que segue ordem e organização, eu simplesmente vivo as coisas e elas seguem a ordena natural, me disciplinarei dentro da estruturas da criação? Sim, porque isto e lei e Lei se cumpre.

    Você meu caro Giordano, já e uma pessoa institualizada, e vive de forma organizada e com uma base de apoio centrado naquilo que acredita, e respeito sua pessoa e realidade, mas você ainda não me compreende porque não sabe o que realmente vivo, e porque me expresso de tal forma. Um simples comentário poder se tornar um livro, ou um livro pode ser apenas um comentário tudo depende do grau de consciência

    Eu compreendi o que me disse no último post, e concordo, mas isto não muda o que afirmei nos meus comentários.

    Mudarei como me expressar através dos cemitérios sim farei porque posso contribuir de alguma forma e divulgar a gnose que a única coisa que interessa aqui.

    e na vida sempre vai Estar em nossas mãos nossas próprias escolhas.

    Nousvate.

  6. Entenda, meu querido Nousvate, que não desejo que você mude sua forma de pensar.
    Apenas estou zelando pela organização deste espaço, é só isso :)
    E, com todo respeito, dispenso suas sugestões sobre como viver processos iniciáticos.
    Assim como dispenso observações sobre o que eu compreendo ou deixo de compreender.
    Obrigado pela compreensão :)

Deixe um Comentário