Bem-vindo a Sociedade Gnóstica Internacional

9 out 2011

Conversando com Deus (Filme)

Este filme é uma adaptação do livro de Neale Donald Walsch, que narra a surpreendente jornada que o levou a se tornar uma espécie de guia espiritual para milhões de pessoas. Na verdade, trata-se de uma série de livros escritos na forma de diálogos, nos quais Walsch faz as perguntas e Deus as responde.

Segundo o próprio autor, em um determinado momento de sua vida, ele escreve uma carta agressiva para Deus, perguntando pelos motivos pelos quais a sua vida não está dando certo. Depois de escrevê-las, ele ouve uma voz sobre seu ombro direito, dizendo: “Você quer mesmo saber as respostas para estas perguntas, ou está apenas desabafando?

No entanto, quando se virou para ver quem estava falando com ele, não havia ninguém. Mesmo assim, Walsch sentiu as respostas às suas perguntas preenchendo sua mente, e decidiu escrevê-las. Estas respostas se tornaram a base de um livro internacionalmente reconhecido, que já vendeu mais de 7 milhões de cópias em 34 idiomas.

Ao longo do filme, muitas ideias filosóficas de autores do passado, tanto do ocidente como do oriente, são apresentadas em uma linguagem simples e acessível ao público.

Em relação ao livro que deu origem ao filme, Walsch assegura que jamais havia tido contato com tais ideias antes de viver suas experiências reveladoras.

De alguma maneira, também no livro, Walsch e Deus acabam reconhecendo que a maioria dos conceitos espiritualistas e transcendentes apresentados à humanidade em tempos antigos eram muito profundos para serem experimentados de maneira simples e coesa.

E, uma vez que a humanidade se encontra atualmente atolada em conflitos e nas modernas necessidades artificiais, é justo que elas sejam reapresentadas numa linguagem mais apropriada.

Em suma, o conteúdo filosófico que sustenta o filme espelha tradições e escritos espirituais do passado, tais como a reencarnação como instrumento de aperfeiçoamento espiritual (hindu), a existência como forma de aprender algo que já se sabe, e não algo novo (Platão), a ilusão da realidade física (Budismo), a criação do universo como um lugar em que Deus experimenta a Si próprio (Gnosticismo).

Assista abaixo ao filme completo:
(dublado)

Deixe um Comentário