Bem-vindo a Sociedade Gnóstica | SGI

18 jan 2019

O Derrotismo

//
Comentários4

O animal intelectual falsamente chamado homem tem a ideia fixa de que a aniquilação total do Ego, o domínio absoluto do sexo e a Auto-Realização íntima do Ser, são algo fantástico e impossível e não se dá conta de que esse modo de pensar tão subjetivo é fruto de elementos psicológicos derrotistas que dirigem a mente e o corpo daqueles que não despertaram a consciência.

As pessoas desta época caduca e degenerada carregam em seu interior um agregado psíquico que é um grande estorvo no caminho da aniquilação do Ego: o eu do derrotismo.

Os pensamentos derrotistas incapacitam as pessoas de elevar sua vida mecânica a estados superiores. A maioria das pessoas considera-se vencida já antes de iniciar a luta ou o trabalho esotérico-gnóstico.

Temos de nos auto-observar e auto-analisar para descobrir dentro de nós mesmos, aqui e agora, essas facetas que constituem isso que se chama derrotismo. Sintetizando, diremos que existem três atitudes derrotistas comuns:

  1. Sentir-se incapacitado por falta de educação intelectual.
  2. Não sentir-se capaz de começar a transformação radical.
  3. Andar com a canção psicológica: “Nunca tenho a oportunidade de mudar ou triunfar”.

PRIMEIRA ATITUDE

Quanto a sentir-se incapacitado por uma falta de educação, temos de nos lembrar que todos os grandes sábios como Hermes Trismegisto, Paracelso, Platão, Sócrates, Jesus Cristo, Homero etc. nunca foram à universidade. Na realidade e de verdade, cada pessoa tem seu próprio Mestre, sendo este seu próprio Ser.

Ele é isso que está além da mente e do falso racionalismo. Não se confunda educação com sabedoria e conhecimentos. O conhecimento específico dos mistérios da vida, do cosmos e da natureza, é uma força extraordinária que nos permite conseguir a revolução integral.

SEGUNDA ATITUDE

Os robôs programados pelo anticristo – a ciência materialista – sentem-se em desvantagem porque não se sentem capazes. Isto deve ser analisado. O animal intelectual, por influência de uma falsa educação acadêmica, que adultera os valores do Ser, fabricou em sua mente sensual dois terríveis eus que devem ser eliminados: a ideia fixa e a preguiça. Ideia fixa: Vou perder! Preguiça: para praticar as técnicas gnósticas a fim de adquirir os conhecimentos necessários à emancipação de toda a mecanicidade e sair de uma vez por todas dessa tendência derrotista.

TERCEIRA ATITUDE

O pensar do homem-máquina é: Nunca me proporcionam as oportunidades…

As cenas da existência podem ser modificadas. É a pessoa mesmo quem cria suas próprias circunstâncias.

Tudo é resultado da lei de ação e conseqüência, porém com a possibilidade de que uma lei superior transcenda uma lei inferior.

É urgente, é improrrogável, a eliminação do eu do derrotismo. Não é a quantidade de teorias o que conta e sim a quantidade de super-esforços que se faz no trabalho da revolução da consciência. O homem autêntico fabrica no momento que quiser as ocasiões propícias para o seu adiantamento espiritual ou psicológico.

A Revolução da Dialética
Samael Aun Weor

4 Respostas

  1. Maria do Rocio Macedo

    Em um dos livros que disponibilizei para download – EgoCiência e SerCiência – Ensaios Em busca de conexões quânticas, usei um termo que expliquei não saber se era um neologismo criado por mim: EMBRIONAR-SE, que poderia ser a forma mais perfeita de busca interior,

  2. Benilton Antunes

    Isso de derrotismo vem acontecendo comigo, pouco realizo, parece auto sabotagem. Apenas fIz pesquisas em literatura comparada com ilustrações de livros de autores, criando exemplos de prováveis recorrências, como é o caso: GOETHE e COETZEE. Há o lado externo dessa questão a enorme dificuldade para se achar editora. Neste início de ano, o diretor e uma editora prestativa, que era cliente desde 2015, convenceu-me a mandar-lhe um contexto sem pdf para fazer (então gratuitamente) a diagramação do sumário (JÚLIO e DELILLO) e lançou-o na plataforma dessa editora sem providenciar o combinado até hoje. De modo que eu o pequeno livro ficou inviável de ser comprado e o que conclui-se é que minha pessoa é que acabou trabalhando para ele e não ao contrário.

Deixe um Comentário