Bem-vindo a Sociedade Gnóstica Internacional

20 set 2010

Nikola Tesla

Cientista que alcançou grande reconhecimento na cultura popular, Nikola Tesla nasceu na Croácia em 1856 e foi um grande inventor, tendo trabalhos de extrema importância científica nos campos da engenharia mecânica e eletrotécnica. É mais conhecido pela suas contribuições revolucionárias no campo do eletromagnetismo no fim do século XIX e início do século XX.

Sua personalidade excêntrica e suas afirmações aparentemente inacreditáveis sobre possíveis desenvolvimentos científicos e tecnológicos o forçaram, no final de sua longa vida, ao ostracismo e à estereotipação. Por ter falecido sem dinheiro e sem o convívio da família, até os dias de hoje a imagem de Tesla serve como protótipo de cientista maluco.

Uma curiosidade sobre sua intimidade é que sempre fazia as coisas seguindo um padrão determinado pelo número três. Tesla era inflexível em relação a ficar em quartos de hotel cujo número era divisível por três. Além disso, era celibatário, e considerava esta sua condição como imprescindível para a expressão de seu gênio criador.

Tesla foi um dos mais importantes exemplos de autodidatismo. Quando jovem, estudou Engenharia Elétrica na Universidade Tecnológica de Graz, na Áustria. Mas isso apenas até o primeiro semestre do terceiro ano, quando deixou de atender às aulas e cortou suas relações com a família. Fugiu para a Eslovênia, deixando seus amigos apreensivos, imaginando que tivesse se afogado no rio Mura. Mais tarde retornou à Universidade, mas desistiu uma vez mais, dando continuidade aos seus estudos de forma autodidata.

Em 1884, Tesla mudou-se para os Estados Unidos da América, fixando-se em Nova Iorque e tornando-se assistente do famoso cientista da época, Thomas Edison. Os dois trabalharam juntos mas, após um sério desentendimento de natureza financeira, Tesla perdeu o emprego e passou por um período difícil, chegando a realizar trabalhos braçais.

Em 1887, conseguiu realizar um contrato com um grande investidor e vendeu sua patente da corrente alternada para George Westinghouse. Depois da sua demonstração na transmissão sem fios (culminando posteriormente na criação do rádio) em 1894, Tesla e Westinghouse travaram uma batalha contra Thomas Edison, que ficou conhecida como a “Guerra das Correntes”.

Esta guerra mudou completamente nossa sociedade. Thomas Edison defendia a distribuição de energia elétrica através de corrente contínua, que era mais segura, porém com problemas em sua distribuição para longas distâncias. Já Tesla e Westinghouse defendiam a distribuição através de corrente alternada, quer possibilitava a transmissão de energia através de longas distâncias. Westinghouse então convence o governo americano a adotar o modelo padrão de corrente alternada como meio mais eficiente para a distribuição de energia elétrica, contrariando interesses do antigo empregador de Tesla.

Tesla é, sem dúvida, um dos responsáveis pela Segunda Revolução Industrial, que modificou completamente a forma como vivemos atualmente. É considerado o inventor de vários dispositivos, entre eles o rádio, o motor de corrente alternada, a corrente polifásica, comutadores elétricos e ligação em estrela, novos tipos de geradores e transformadores, comunicação sem fio, a lâmpada fluorescente, controle remoto por rádio e protótipos de transmissão de energia.

Muitas das suas realizações e de suas teorias visionárias foram usadas, com alguma controvérsia, para dar fundamento a algumas das chamadas ciências alternativas, sendo ele também figura frequentemente ligada a algumas teorias sobre OVNI’s, engenharia reversa e às primeiras formas de ocultismo científico.

Mas o mais intrigante em toda a vida do gênio Nikola Tesla é a forma como conseguia perceber e visualizar suas invenções. Em sua autobiografia, Tesla relatou que experienciava momentos pormenorizados de inspiração, que se manifestavam através de percepções intuitivas e clarividentes.

Durante o início da sua vida, Tesla foi atingido pelo processo recorrentemente. Muitas vezes surgiam clarões de luz que o cegavam. Na maioria das vezes as visões estavam ligadas a uma palavra ou uma ideia. Apenas por ouvir algum assunto ser mencionado, involuntariamente o vislumbrava com detalhes realísticos.

Tesla podia perceber uma invenção em sua mente de forma concreta, antes de começar a contruí-la, sendo este um dos exemplos mais interessantes do poder da intuição, a faculdade de nossa consciência que surge quando o processo racional é abandonado e tem início a expressão criativa. Como disse uma vez o sábio Albert Einstein: “Não existe nenhum caminho lógico para a descoberta das leis do Universo. O único caminho é o da intuição.”

E estas visões não se limitavam a criações tecnológicas. Certa vez, Tesla acordou no meio da noite, e se recordou do sonho que tivera. Nele, o cientista presenciava a morte de sua mãe. Tesla despertou com a certeza de que o fato tinha ocorrido, o que mais tarde se comprovou verdadeiro.

Após a sua morte, muitas das suas invenções têm sido usadas para apoiar as mais variadas teorias. Muito do trabalho de Tesla obedece aos princípios e métodos aceitos pela ciência, mas a sua personalidade extravagante e seus métodos não-convencionais o converteram em uma figura popular entre os sustentadores de teorias sobre o esoterismo e o conhecimento oculto.

5 Respostas

  1. you-said.com

    Simply wish to say your article is as amazing. The clearness
    in your post is just spectacular and i could assume you’re an expert on this subject. Fine with your permission allow me to grab your feed to keep up to date with forthcoming post. Thanks a million and please keep up the enjoyable work.

  2. Edsonão Pereira Pito

    Parabéns Klein, ótimo texto, no canal História Chanel está passando 2 documentários de Tesla de nome PowerPoint dedicado a todos os inventores do campo da energia basicamente é como. Posto por tesla.
    O outro é o Alienígenas do passado onde relata o lado esotérico de tesla onde a relatos que ele dormia w horas por dia, e uma entrevista com um líder espiritual acredito ser da cabala, sugere que Nicolas teslá realizava desdobramentos no astral para visualizar e experimentar suas informações versões com detalhes antes de matearilizalas no plano fico.
    E ainda que ele se comunicava diretamente com o planeta Marte do qual dava lhe as diretrizes.
    Muito interessante pois só afirma tudo aquilo que venho estudando no canal sgi do youtube

  3. Olá Edsonão,

    Obrigado pelos seus comentários!

    A fixação de Nicolas Tesla pelo número 3, que nos remete a Lei do Triamazikamno, a lei da criação, além de outros aspectos de sua personalidade, nos confirmam que Tesla era um homem à frente de seu tempo.

    Ele compreendia o mundo de uma forma única, e acredito ser possível que ele tivesse despertado dentro de si algumas virtudes como a Clarividencia e a Projeção Astral.

    Se for de seu interesse, recomendamos a visualização da Aula ao VIVO #48, sobre Joana D´Arc. Nela falamos um pouco sobre algumas virtudes da Consciência, como Clarividência e a Intuição.

    Bons estudos em nosso site e no Canal da SGI no Youtube!

    Abraços Fraternos,
    Paz Inverencial!

Deixe um Comentário