Bem-vindo a Sociedade Gnóstica Internacional

9 maio 2011

Os Portais de Energia de Nossos Corpos Sutis

A sabedoria dos antigos essênios nos diz que todos os humanos possuem sete corpos, cada um deles feito de sua própria substância e com funções diferentes. Para

estes grandes místicos piedosos, estes corpos são seres a parte, com seus próprios apetites, seus próprios desejos e esperanças, e devem ser estudados em separado.

Na verdade, trata-se mesmo de corpos diferentes, com diferentes níveis de densidade, onde de cada um desprende uma luz chamada aura. A aura envolve o indivíduo numa esfera magnética de luz vibracional mais ou menos densa, extensa e dinâmica, conforme a saúde e o estado da alma do Ser. Esse estado nos diz muito a respeito da vida da pessoa em questão, sendo utilizado desde a antiguidade como um método extremamente confiável de diagnóstico de patologias, podendo demonstrar desde doenças já instaladas, até mesmo a propensão individual para desenvolvê-las.

Quando falamos a respeito da aura, podemos utilizar diversas abordagens metafísicas com o intuito de descrevê-la e explicar seu funcionamento. Neste sentido, é necessário estabelecer uma diferenciação entre o conceito de aura e outros dois conceitos que aparecem com muita frequência associados aos corpos sutis e às terapias holísticas, que são os meridianos e os chakras.

Os meridianos são canais de energia que percorrem todo o nosso organismo em diferentes níveis de profundidade. Cada meridiano está associado a um órgão ou vicera, traduzindo o estado fisiológico em que este se encontra. O fluxo de energia deve fluir harmoniosamente em todos os meridianos para que o indivíduo mantenha seu estado saudável. Caso ocorra a estagnação em algum meridiano, o bloqueio causará o desequilíbrio de outros canais, evoluindo para a doença do corpo físico.

Onde vários meridianos se encontram, existe um fluxo muito grande de energia, que pode ser sentido pela imposição das mãos de pessoas treinadas e sensíveis. As principais aglomerações de meridianos em nosso organismo são conhecidos pela literatura oriental e espiritualista como Chakras.

Os chakras são o resultado do cruzamento de vários meridianos, e a energia conduzida por esses canais fazem com que os chakras girem, ditando a direção do fluxo energético. Por este motivo é importante que todos os meridianos estejam em bom funcionamento para garantir o equilíbrio desses centros de energia.

Os chakras principais são em número de sete e acompanham a coluna dorsal, estando diretamente relacionados à nossa percepção extra-sensorial, sendo que o desenvolvimento de cada um deles nos proporciona uma faculdade especial. São às vezes chamados de “plexos”, “rodas”, “centros energéticos”, segundo diferentes tradições.

Em suma, os chakras são captadores e transmissores de energia, servindo de receptores e transmitindo todas as informações advindas dos planos sutis. As vibrações que podem modificar nosso ser e nosso ambiente são emitidas através desses centros. São eles também que retêm e retransmitem nossos bloqueios e nossas angústias. Estão ligados às glândulas endócrinas e, por seu intermédio, determinam nossa condição física e nossa vontade de viver.

Conhecendo e entendo o funcionamento do nosso organismo somos capazes de prevenir doenças, e assim evitamos a dor e o sofrimento, já que certamente estas são o resultado da desarmonia entre nossos corpos, e se manifestam primeiramente em nosso estado mental para depois serem expostas em nossa maneira de pensar, sentir e agir.

Por isso, saúde é paz de espírito, vamos conquistá-la!

6 Respostas

  1. Beatriz Brandão Ericsson

    Biologia Molecular,Medicina Chinesa,Chakras…Medicina Ortomolecular…são temas que muito me agradam.Trabalho com a Psicologia Transpessoal e os temas todos,são correlatos.Como eu poderia ter maior contato com estes temas? Por favor,dê-me esta informação.Obrigada,desde já.Abraço.Beatriz

  2. Paulo Sérgio

    Antes do corpo mental há o corpo astral onde se disseminam os problemas que depois se somatizam no corpo físico, o mental faz parte deste corpo, e através dos novos processos da era aquariana que se avizinha, podemos alquimizar essas energias que se encontram em deficiência e transmutá-las a fim de nos sentirmos em equilíbrio perfeito.

    O Yoga, o Tai-Chi-Chuan serão formas mais tradicionais para desbloquearmos energias que estejam bloqueadas e através dessas práticas poderemos, eventualmente, modificar a própria cor da nossa aura. Lembre-se que nem tudo começa na mente, apesar da sua inportância, há algo mais acima ou anterior que proporciona diversas manifestações físicas.

  3. anne iç kadin

    QUANDO A AURA SE MOSTRA EM DESALINHO, ( POSSO DIZER DUPLO ETÉREO OU 7 ETÉREO NESSE CASO ), PODE SER UM CASO DE DEPRESSÃO.
    MAS O QUE CAUSA O DESALINHO SÃO OS MAUS HÁBITOS, PENSAMENTOS NEGATIVOS, VIDA DESREGRADA ETC…

  4. Paulo Sérgio

    Seja que causa fôr a origem esta está sempre antes da sua somatização, o físico só projeta o que o espiritual contém em germe.

  5. Paulo Sérgio

    A ORIGEM DE QUALQUER DESAJUSTE ENERGÉTICO CHAMADO DOENÇA, SEJA ELA QUAL FOR, NÃO É MAIS DO QUE O RESULTADO DOS PROBLEMAS ORIGINADOS PARA ALEM DO PROPRIO CORPO FISICO OU MENTAL!

  6. nousvate

    Há muito tempo os místicos sabem da importância desses centros, aos quais se referem como centros de energia ou chakras. “Chakra” é um antigo termo sânscrito (indiano) que significa “roda”, reconhecendo que as rodas do corpo, os centros de energia, podem girar rápida ou lentamente, e, para que haja harmonia, cada uma deve manter sua “velocidade” ou produção de energia.

Deixe um Comentário