Bem-vindo a Sociedade Gnóstica Internacional

20 fev 2008

O Eclipse Lunar e a Mitologia Egípcia

/
Publicado por
/
Comentários5
/

Nesta noite de quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008, por volta das 22:00, será possível não só contemplar um belíssimo eclipse lunar, último antes de 21 dezembro de 2010, mas também, de acordo com o pensamento religioso do Antigo Egito, aprender um pouco mais com este fenômeno celeste a respeito o caminho da Revolução da Consciência.

Entre 0h01 e 0h51, a Lua vai ficar completamente sob a sombra da Terra, adquirindo uma cor avermelhada. Segundo cientistas, a cor avermelhada, apesar de conferir certa beleza ao acontecimento, revela o alto grau de poluição da atmosfera terrestre. No Brasil, o fenômeno poerá ser visto do começo ao fim, se as condições meteorológicas forem as mais adequadas.

Na Mitologia Egípcia, os ciclos da Lua representam a luta entre os deuses Seth e Horus, a eterna batalha entre a Luz e as Trevas, entre a Ordem e o Caos.

Para os iniciados nos Mistérios do Antigo Egito, os movimentos dos planetas constituem autênticas cátedras, verdadeiros ensinamentos espirituais dispostos no Cosmos pela Divindade. Através do que os gnósticos chamam de Dialética da Consciência é possível aprender com a posição e movimento das orbes do espaço, ou seja, aprender diretamente da Natureza.

O Eclipse Lunar é representado na Mitologia Egípcia pelo acontecimento em que, durante a batalha pela sucessão de Osíris, Seth rouba o Olho Lunar de seu irmão Horus. É então que Thoth, deus da sabedoria, procura e encontra na escuridão o Olho, e o coloca no firmamento para voltar a refletir a luz solar. No antigo Egito, os reis eram coroados por Horus e Seth, pois o autêntico governante deve reinar sobre as forças da Luz e das Trevas, do Bem e do Mal.

Este coroamento ensina ao aspirantes do caminho iniciático que o domínio sobre si mesmo exige tanto que se trabalhe para desenvolver valores positivos (simbolizados por Horus) quanto que se realize um esforço para dominar os instintos animais (simbolizados por Seth) através da sabedoria (simbolizada por Thoth).

5 Respostas

  1. nousvate

    Todo iniciado quando descem os mundos lunares ele retorna ao céu mundos solares com uma força mil vezes maior que antes. Porque ele extraia desta força negra princípios que qualifica a sua obra, este e o fio da navalha.

Deixe um Comentário