Bem-vindo a Sociedade Gnóstica Internacional

1 abr 2012

Palestra: A Idade Média e o Renascimento da Magia

A adoção do Cristianismo como religião oficial do Império Romano fez com que os cristãos passassem de perseguidos para perseguidores. As cerimônias e a transmissão formal de ensinamentos pelo Gnosticismo, pelo Hermetismo e pelas Religiões de Mistérios (explicados na palestra da última segunda-feira) foram proibidas, mas jamais suprimidas por completo.

Depois da queda de Roma, o Hermetismo foi preservado pelo Mundo Árabe e pelo Oriente Próximo, para ser reintroduzido na Europa pelos judeus e através do contato entre cristãos e muçulmanos durante as Cruzadas e a Reconquista da Península Ibérica.

Durante a Idade Média vemos o desenvolvimento das bases da Cabala como a conhecemos atualmente na Espanha Medieval, o ressurgimento da Alquimia em sua forma menos filosófica e mais científica e a publicação de Grimórios que ofereceram aos místicos da época fórmulas elaboradas de Teurgia e Taumaturgia.

Esta palestra faz parte de um Ciclo de Conferências sobre o Gnosticismo e a Tradição Esotérica Ocidental, que está sendo realizado na UNIPAZ Paraná. Você pode conferir as informações gerais sobre este Ciclo clicando no artigo sobre o Gnosticismo e a Tradição Esotérica Ocidental ou na página do evento no Facebook.

Nela serão abordados os elementos herméticos fundamentais da mística gnóstica da Idade Média, representada especialmente pela prática da Alquimia, da Cabala e da Magia, bem como a análise da prática espiritual dos Cátaros, os integrantes do principal movimento gnóstico medieval.

Informações essenciais sobre o evento:

DATA: 09 de abril de 2012 (segunda-feira).
HORÁRIO: início às 19:30h e término às 21:00h.
LOCAL: UNIPAZ Paraná.
ENDEREÇO: Rua Prudente de Moraes, 327.
PROFESSOR: Giordano Cimadon.
TELEFONE: (41) 3027-6722 ou (41) 3018-0223.
ENTRADA FRANCA.

2 Respostas

  1. Enquanto você prefere se divertir com seu desconhecimento do assunto, prefiro oferecer algumas referências para seu estudo.

    Procure pela história da perseguição dos cristãos aos pagãos, e lá encontrará informações esclarecedoras. É sabido que o imperador Teodósio I retomou a política do imperador Constantino, banindo os cultos pagãos, criminalizando agentes públicos que não cumprissem com a legislação anti-pagã, desfez as associações dos pagãos e destruiu seus templo.

    Ainda publicou o Codex Theodosianos, que estabelecia formalmente o banimento do paganismo, proibindo visitas aos templos, abolindo os feriados pagãos, apagando o fogo do templo de Vesta no Fórum romano e punindo severamente as práticas das vestais. Os rituais secretos e praticados no interior dos lares também foram proibidos, transformando definitivamente todas as formas de paganismo em religio illicita.

    Sugiro pesquisa nas seguintes obras, pelo menos antes de voltar aqui para falar bobagens…

    – Routery, Michael. The First Missionary War. The Church take over of the Roman Empire.
    – Hughes, Philip. A History of the Church.
    – Hughes, Philip. Studies in Comparative Religion. The Conversion of the Roman Empire.

    Afinal, para um alegado praticante do paganismo, suas informações a respeito do tema estão um tanto desatualizadas… Mais ou menos uns 16 séculos…
    Abrax!

Deixe um Comentário