Bem-vindo a Sociedade Gnóstica Internacional

24 dez 2010

O Significado Alquímico da Estrela de Belém

O cenário do nascimento de Jesus é composto por diversos elementos de grande importância simbólica. Enquanto o menino representa a força crística que nasce no coração do iniciado, os animais do estábulo e a manjedoura nos recordam do veículo humano, subjetivo e imperfeito dentro do qual nasce o Filho de Deus.

Muitos outros aspectos natalinos merecem profunda reflexão, e muitos como a Árvore de Natal, o Papai Noel e o Presépio têm recebido nossa atenção em textos anteriores. Contudo, não poderíamos deixar de ressaltar o papel central que a Estrela de Belém desepenha no maior dos mitos cristãos, tanto em sua forma externa quanto em seu significado esotérico.

De acordo com as escrituras cristãs, os três Reis Magos do oriente foram inspirados pela aparição de uma misteriosa estrela a rumar em direção à Jerusalém. Lá chegando, buscaram saber onde o Rei dos Judeus nasceria. Orientados por uma profecia, seguiram em direção à Belém, novamente guidos pela mesma estrela misteriosa, que deteve seu curso nos céus exatamente sobre o estábulo onde nascia o menino Jesus.

Os teólogos cristãos, baseados no pensamento de Orígines, afirmam que a importância da Estrela de Belém reside no fato de ela ser o sinal do cumprimento da chamada Profecia da Estrela, presente no livro bíblico dos Números. A profecia fala da aparição de uma estrela e do surgimento de um rei, e o historiador Flávio Josefo chegou a afirmar que se referia ao Imperador Vespasiano.

Pelo lado da ciência muitos afirmam que a Estrela de Belém seria na realidade um evento astronômico de relativa importância, ocorrido há cerca de dois mil anos atrás. Diversos autores – até mesmo o célebre Johannes Kepler – sugerem uma porção de conjunções possíveis de terem ocorrido àquela época. Há quem sustente que a Estrela de Belém seria, na realidade, a aparição do cometa Halley que aconteceu no ano 12 d.C.

Muitos pesquisadores esoteristas sugerem que a aparição da estrela teria sido em realidade um evento de ordem astrológica e não simplesmente astronômica. De qualquer maneira, o fato dos Reis Magos serem considerados por muitos como astrólogos, seria um indício favorável a qualquer uma das duas perspectivas.

Contudo, uma exploração das implicações astrológicas do aparecimento da Estrela de Belém haverá de consumir extensas linhas em algum futuro artigo que os astrólogos gnósticos da Sociedade Gnóstica Internacional não tardarão em redigir.

Admitindo que a aparição da Estrela de Belém possa nos oferecer maiores benefícios espirituais práticos se considerada como uma alegoria ao invés de um acontecimento histórico, devemos refletir sobre o astro como um símbolo que carrega conhecimentos gnósticos de grande valor.

Considerando que a Estrela de Belém conduz os Reis Magos até o nascimento de Cristo, em primeiro lugar não devemos nos esquecer que este menino recém-nascido é o Cristo Íntimo que deve nascer em nossos próprios corações. Tanto os Reis Magos quanto a Estrela de Bélem, são augúrios deste nascimento espiritual. Como eventos que precedem a aparição do Salvador do Mundo em um ambiente secular e ordinário, ou seja, o surgimento do Cristo na alma do Iniciado, devem ser vistos como trabalhos esotéricos que este Iniciado deve realizar.

Em terminologia alquímica, os três Reis Magos representam as três etapas de preparação do mercúrio filosofal que resultam no nascimento do Rei Sol, ou seja, do Cristo. Por sua vez, a Estrela de Belém é o fator que conduz a progressão destas etapas, e sem ela jamais realizariam sua peregrinação espiritual desde o oriente até Jerusalém.

A Estrela de Belém simboliza o processo de transmutação alquímica, de transformação do mercúrio filosofal desde sua natureza imatura – simbolizada pelo Oriente – até seu pleno desenvolvimento – ao qual corresponde o nascimento do Rei Sol. Desta forma entendemos que a alegoria da Estrela de Belém contém o Grande Segredo ou Grande Arcano da filosofia oculta, que habilita aquele que o possui a manejar habilmente o mercúrio e alcançar a Pedra Filosofal, que é o próprio Cristo Íntimo.

Podemos compreender melhor este Grande Arcano que está encerrado no simbolismo da Estrela de Belém, através de outro astro bíblico, a Estrela de Salomão. Esta estrela é composta por dois triângulos entrecruzados, um com a ponta voltada para cima e outro com a ponta voltada para baixo. O triângulos representa o ser humano, nada mais que um trio de corpo, alma e espírito. Dois triângulos representam dois seres humanos que se cruzam, formando uma única figura de alto poder mágico.

Desde outro ponto de vista, o triângulo com o vórtice voltado para cima representa o espírito que domínia a matéria, enquanto o triângulo com o vórtice voltado para baixo representa o contrário. A linha da base do triângulo representa a matéria uma vez que os infinitos pontos que a compõem mostram como a Unidade – o vórtice – se manifesta infinitamente na Criação.

Assim, a Estrela de Salomão ensina a respeito do entrelaçamento do espírito com a matéria, da inteligência com o caos e da vontade com o instinto. Esta mescla inteligente pouco a pouco capacita a alma humana a encarnar em si o aspecto mais elevado do Cosmos, o próprio Cristo, aquele que é, segundo a Missa Gnóstica, o “espírito entre Deus e a Criatura”.

3 Respostas

  1. nousvate

    Num certo sentido, um simbolismo convencional,este que todos celebra o qual poderia ser inventado por algumas pessoas de grande engenhosidade, combinadas a uma erudição de envergadura quase impensável, para se formalizar as verdades aceitável no mundo de muitos interesses particulares, e para a manipulação da crença humana.

    embora,há de ter uma breve visão do que realmente representa esta verdades simbololicas do natal,fora de qualquer influencias distorcidas pelo o tempo e por mera falta de conhecimento.

    O iniciado gnóstico e obrigado a conviver dentro da dualidade cujos limites esta em sua capacidade de se manter firme no caminho entre todas as forças da natureza.

    suas dificuldades é reforçado e elevando-se aos extremo dentro das provas sua capacidade física e mental e testada Como a dualidade que tem dentro de si,os movimentos do fogo e da água, a estrela microcosmica e o elemento depositaria que compunha a dualidades,controlada e manipulada pelas as forças do criador.

    assim também somos levado do quente ao frio em segundos e nos devemos superar todas as tempestades da vida de forma equilibrada sem nunca ser controlado pelos o opostos.

  2. Maria augusta da silva caliari

    grande homem! Continue a ensinar aos outros o que tens de bom e que tua alma esteja sempre iluminada para receberes as luzes do alto.Parabéns.Adoro ler teus scripts. Beijos no coração.

  3. jose francisco rodrigues de melo

    Nunca poderia imaginar que por detrás dos fatos existissem tantas outras verdades que eu nao pude entender, hoje posso, Graças te dou Meu Senhor e meu Deus!

Deixe um Comentário