Bem-vindo a Sociedade Gnóstica Internacional

8 jul 2011

Nosso Petróleo Interior

Petróleo é uma palavra derivada do latim petroleum, por sua composto de petra e oleum. O radical petra significa pedra em grego, enquanto o radical oleum significa óleo, referindo-se assim a uma substância gordurosa. Poderíamos, em uma tradução livre, concluir que petróleo significa “Óleo de pedra”.

O petróleo é um combustível fóssil, ou seja, é derivado da decomposição de matéria orgânica, morta há milhares de anos, e que por processos físicos e químicos sofre certo tipo de transformação. Esta matéria morta, ao passar dos anos, vai sendo coberta por poeira e sedimentos. Podemos verificar isso quando observamos que cidades antigas abandonadas estão atualmente soterradas.

Após milhares de anos, esta matéria em decomposição que estava na superfície, vai sendo enterrada à profundidades cada vez maiores. Começa então a sofrer pressão do material que está na superfície, além de sofrer aquecimento pelo calor do interior da Terra, ocasionando um processo de mudança, uma Alquimia.

Os elementos orgânicos ficam então reduzidos à cadeias de hidrocarbonetos, que como o próprio nome sugere, são compostos que possuem em sua estrutura apenas Carbono e Hidrogênio. Interessante realizarmos, neste momento, uma breve reflexão sobre estes dois elementos importantes para a vida em nosso Planeta Terra.

Segundo a Alquimia Interior, o Carbono e o Hidrogênio em nosso interior representam, respectivamente, o nosso Corpo Solar da Vontade Consciente e nosso Corpo Físico/Etérico. Em relação ao “Hidrogênio”, podemos realizar um paralelo filosófico e compreender que o petróleo é um “óleo de pedra”, ou seja, é um óleo que provém da morte de certos tipos de elementos, tanto externamente quanto internamente. A matéria orgânica morre, sofre pressão e aquecimento para transformar-se em combustível no mundo físico. Assim também acontece com a nossa energia vital, de tipo sexual.

Sabemos que nossos pensamentos são um tipo de alimento, e a morte de nossos defeitos psicológicos contribui para a melhoria de nossas energias internas. Ainda em relação ao Hidrogênio interior, não é por acaso que dentro do Ocultismo informamos que esta energia de tipo etérica provém do Centro Sexual, reduto de nosso Corpo Vital. Este Corpo é também conhecido como Pedra Cúbica de Yesod, ou seja, a nossa Pedra Fundamental para a construção de nosso templo interior.

Observamos que o petróleo, quando achado no interior da Terra, possui uma coloração negra. Assim também nos é dito na Sagrada Alquimia, simbolizado pelo corvo negro. Falando agora um pouco sobre o Carbono interior, ou nosso Corpo Solar da Vontade Consciente, diríamos que ele deve ser forjado mediante transmutações sutis.

A perfeição na organização do Carbono físico está associado com um outro material importante: O Diamante. Também é assim em nosso interior: Devemos criar nossos corpos superiores, e ao atingirmos a perfeição, atingiremos o estado que Helena Petrovna Blavatski denominou de Alma-Diamante. Sendo assim, apenas a nossa Vontade Consciente, solar – Carbono – associado de forma positiva com a energia vital, sexual – Hidrogênio – pode formar um “hidrocarboneto interior”, um dos nossos maiores tesouros: Nosso Petróleo Interior.

8 Respostas

  1. nousvate

    Meu caro amigo prazer em falar com você

    Vejo em sua analogia uma variedade de conjunturas que no esforço analógico da mente, que e relativo a querer buscar associar a experiencia temática em um contexto visionário de sua autoria.

    O petróleo e um processo de vários elementos químicos que se funde através de certos processos de junção de produtos e subprodutos químicos. há uma variação de elementos que faz a cristalização deste produto.

    O petróleo em si não e a energia sexual e nem sofre os mesmo processo de movimentação e atração. o fato de que ele traz elementos químicos que se encontra associado aos termo que define o esotéricos não faz dele a fonte das mesma razões dos termos.

    A energia sexual e uma particularidade que não sofre alteração em sua síntese, ou em sua constituição ela e um principio que se adere e muda sua velocidade, mas não seu principio.

    A energia sexual e um produto de outro mundo de outra realidade a fonte desta energia não e criada em nem produzida na terra ela e introduzida na matéria para que a matéria ganhe vida este principio vem do “3”o espírito santo

    E na parte física a energia sexual da terra se encontra no centro da terra ela e o magma que cria todo o fogo do núcleo terreno.

    Em um aspecto bruto a energia sexual e o fogo incontrolável que jorra dos vulcões ali esta o principio da energia sexual na terra e seus elementos químicos específicos.

    Se quisermos fazer uma analogia interna dos processos de transmutação e mutaçao dos elementos químicos que se relacione com os produtos químicos da terra começaremos pelo o fogo a ali esta a vida da natureza.

    A mãe o espírito santo.

    Sem sobra de duvida a pedra e a matéria prima de toda obra e o liquido “óleo” e a energia primaria a ser modelada e fielmente conduzida transforma o diamante bruto.

    Temos sim todos estes principio de elementos químicos em nossa constituição fisica, mas eles são classificados por ordem sistemática que não se misturam em uma transmutação da energia, mas sim muda de estado.

    O hidrogênio sexual fino responsável para cristalizar os corpos solares e um resultado de refinamentos do próprio hidrogênio grossos, ou seja, a energia sexual em si não sofre alteração, mas sim, uma mudança de seu estado físico ela passa de um estado para outro isto se da por causa da transmutação através do calor que gera no laboratório alquímico. o gogo e que transforma a qualidade da própria energia sexual.

    Veja a diferença da transmutação do petróleo, que e induzido pelas as força da natureza que se juntar com elementos que se condensa.

    Já a transmutação sexual e a mesma energia que esta ali. o que muda são suas formas, de uma forma densa e pesada passa a ser uma forma leve e volátil.

    Esta energia transmutada passa a ser atraídas por elementos leves como elementos que serve de bases para as dimensões superiores.
    De malkut a keter há muitos elementos finos que me entra contato com a energia sexual em seus processos de refinamento.

    Existem elementos químicos que não chega à terceira dimensão estes elementos ficam são na sexta e na quinta e na quarta dimensão, estes elementos ainda anãos foram classificados por ninguém, mas são hiper sensíveis e cristaliza a constituição do ontem auto realizados com todas as realidades da natureza divida.

    Estes elementos são responsáveis para alimentar as igrejas e chakras e faculdades a própria cadeia celular do nosso corpo físico não tem acesso a estes elementos destas regiões só os corpo do ser tem a esses elementos químicos porque são destas regiões.

    A energia sexual parte da sexta dimensão e sofre alterações em sua velocidade e com isto e atraída por elementos mais pesado isto acontesse ate ela chegar ate o mundo infernal.

    Ma seu principio nunca se altera.

  2. Pingback : Os Elementos Químicos na Alquimia - Mercúrio | SGI

  3. Douglas

    Muito interessante essas analogias Kleiton,
    acredito que oq falta hoje em dia para termos uma ciência melhor é justamente pessoas com capacidade para fazer suas próprias analogias e acreditar nelas.

    Acho q o termo Razão que os filósofos pós-medievais (renascentistas) si referiam seja justamente essa capacidade que concerteza era empregada com maestria pelos filósofos medievais como São Tomás de Aquino.
    Uma das partes mais preciosas da obra do mestre Samael é precisamente as informações desse tipo que ele nos deu, corrigindo o que estava errado e acrescentando conhecimento proto-análogico( inventando um termo bizarro).

    Pensando no q vc disse e lembrando que nós, humanos fazemos parte desse mundo , logo somos influenciados por sua vontade, ou seja a vontade de Urânia… desconfio que
    a busca de nossa sociedade por petróleo não seja algo deliberado , mas sim uma espécie de movimento alquímico inconsciente. Um movimento impulsionado pelo subconsciente da humanidade, uma busca pela energia, pelo movimento, porém sem estarmos cientes disso…

  4. Salomão

    Kleiton,

    É a maior viagem na maionese esta sua matéria, corroboro o que escreveu a pessoa que se diz chamar Nousvate, mas com certeza não é ele. Ou pediu a alguém para escrever pra ele, ou é um impostor com o nome dele.
    A maioria dos termos usados na dissertação dele, com certeza não fazem parte do léxico usado pelo Dr. Nousvarte.

  5. Fernando

    O Petróleo é o sêmen do planeta terra, no livro Tarot e Kabala o Mestre Samael discorre um pouco sobre o mistério molecular quando evidencia os quatro átomos sagrados de Carbono, Hidrogenio, Nitrogenio e Oxigenio… Estudando as moléculas podemos compreender muita coisa já que cada átomo destes elementos corresponde a um elemento da natureza, como por exemplo a caféina que possui muito nitrogênio e oxigênio (fogo e ar) o que dá a ela sua característica de “acordar” e ativar o sistema nervoso. Estudando a molécula do principio ativo do Floripondio percebe-se a complexidade da mesma, o intrigante é perceber que o mundo molecular é a simples interação destas moléculas com nossa psique (sangue)e o plasma sanguíneo onde já entra o mundo astral, ou seja, os mundos superiores realmente estão dentro de nós, o corpo físico em si não é físico, atrás de sua aparência sólida habitam reinos e mundos que o olho humano não pode ver mas que são reais. Nesta área de estudos há que rasgar os livros, despojar-se das teorias e conceitos gnosticos e entrar no plano prático. E evidenciando por si e discorrendo em texto o risco óbvio é ser mal compreendido. Ótimo estudo, milhas e milhas pela frente!

Deixe um Comentário