fbpx
Bem-vindo a Sociedade Gnóstica | SGI

Responder a: 48 Leis que regem a Terceira Dimensão

Home Fóruns [FÓRUM] Outras Escolas 48 Leis que regem a Terceira Dimensão Responder a: 48 Leis que regem a Terceira Dimensão

#12023
Giordano Cimadon
Moderador

Oi Monnica, tudo bem?

Excelente pergunta, a grande maioria dos estudantes gnósticos já se fez esse questionamento.

Quando se fala em “48 Leis”, é necessário compreender que esta ideia está inserida em uma Cosmologia Esotérica, e que ela não se refere a 48 Leis que podem ser enumeradas, identificadas e relacionadas com Leis como as Leis da Física/Química (Gravitação Universal, Três Leis do Movimento, Leis da Eletrólise, e outras), ou como as Leis Espirituais, (Eterno Retorno, Lei do Três, Leis do Sete, e outras).

A ideia das “48 Leis” faz parte do esquema cosmológico esotérico do Raio da Criação, um diagrama que representa o lugar que a Terra e a Alma Humana ocupam no Universo, ajudando na compreensão dos esforços que precisamos realizar para que possamos realizar a Grande Obra. Este esquema foi criado por G. I. Gurdjieff com oito níveis, e o Mestre Samael expandiu este modelo para sete níveis, ou Sete Ordens de Mundos, sendo que a última Ordem (abaixo identificada como sendo correspondente aos Infernos) está estratificada em 9 subníveis.

1. Absoluto (1 Lei)
2. Todos os Mundos (3 Leis)
3. Todos os Sóis (6 Leis)
4. O Sol (12 Leis)
5. Todos os Planetas (24 Leis)
6. Terra (48 Leis)
7. Infernos (96 Leis)

Os subníveis em que se estratifica a Sétima Ordem de Mundos são regidos por 96 a 864 Leis. São os Mundos Inferiores, para onde vão os fragmentos da Alma que não se livrou dos Eus Psicológicos.

Em suma, este esquema serve pra gente ver e compreender que quanto mais longe estamos do Absoluto (de Deus como fonte de nossa Chispa Divina, de nosso Ser), maior o número de Leis que nos governam. Quanto mais longe de Deus, mais Leis nos governam e mais mecânica é a nossa vida, mais estamos sujeitos à inconsciência. Este mesmo esquema, quando associado à proposta do Grande Arcano, indica que se queremos escapar desta mecanicidade devemos criar o corpo astral (com o qual podemos nos mover conscientemente no mundo de 24 Leis, menos mecânico), em seguida o corpo mental (com o qual podemos nos mover conscientemente no mundo de 12 Leis, menos mecânico ainda) e depois o criar o corpo causal (com o qual podemos nos mover conscientemente no mundo de 6 Leis, muito menos mecânico). Em seguida, podemos encarnar as 3 Leis (a Mãe kundalini, o Cristo e o Pai).

Então, este é um modelo matemático que explica nosso distanciamento da divindade. Como fala em Leis, pensamos que se tratam de Leis que podem ser identificadas e listadas. Mas não há nenhuma correlação necessária. Houve até quem escrevesse um livro a esse respeito, e não é o livro que você cita (As 48 Leis do Poder). O livro ao qual me refiro se chama “Leyes de Dioses, Mundos, Hombres y Bestias”, é de autoria de Ernesto Barón, mas no nosso ponto de vista é um livro que se equivoca porque esquece da natureza esotérica da cosmologia do Raio da Criação.

É isso Monnica, obrigado pela sua pergunta!

Abraços Fraternos!
Paz Inverencial!