Steven Seagal é um Lama Reencarnado

No mundo hollywoodiano, Steven Seagal é um dos personagens mais controversos, especialmente por causa dos rumores que o cercam. Ele estaria envolvido com espionagens, teria mantido escravas sexuais e contratados matadores de aluguel para eliminar seus desafetos. Não são poucos os que o vêem como um egoísta, exatamente o oposto do que se espera de um compassivo monge budista.

Para quem não o conhece dos filmes exibidos pelas madrugadas ou nas sessões da tarde, Steven Seagal é um ator norte-americano, produtor, escritor, guitarrista, artista marcial, xerife e budista. Em fevereiro de 1997, Seagal foi reconhecido por Penor Rinpoche, um dos maiores mestres espirituais budistas, como a reencarnação de Chungdrag Dorje, um importante Lama tibetano.

De acordo com a tradição budista, os Lamas que são capazes de renascer voluntariamente são conhecidos como tulkus, mestres budistas que, movidos pela compaixão pelo sofrimento dos demais seres, prometem reencarnar para ajudar estes mesmos seres a conseguir a iluminação. E para que esta aspiração seja realizada, os tulkus precisam ser devidamente reconhecidos, entronados e treinados.

O reconhecimento formal geralmente ocorre logo depois que um tulku tenha sido identificado, mas apenas depois que outros mestres tradicionais tenham sido consultados. Mesmo com o reconhecimento oficial, o novo tulku não assume quaisquer responsabilidades quando é reconhecido.

Em seguida vem a etapa do entronamento, que pode ou não acontecer dependendo de circunstâncias que muitas vezes não dependem da vontade do tulku, ou dos mestres que o reconheceram. No entronamento, o tulku assume formalmente a responsabilidade de dar continuidade às atividades associadas à sua linhagem.

Entre estas responsabilidades estão a transmissão de ensinamentos e práticas associadas à sua linhagem, a assistência aos monastérios, centros de retiro, monges e monjas, e a comunidade laica. A cerimônia de entronamento pode acontecer logo após o reconhecimento ou somente anos mais tarde. Se o tulku é muito jovem para assumir as suas responsabilidades, outros podem ser investidos para desempenhá-las temporariamente em seu lugar.

Leia ainda:

Os Lamas que Escolhem Onde e Como Reencarnar
As 10 Mulheres Budistas que Você Deveria Conhecer
Mais 10 Mulheres Budistas que Você Deveria Conhecer
A Mumificação Viva de Monges Budistas

Finalmente, o tulku precisa passar por um treinamento completo que inclui anos de estudo e meditação. Este treinamento tem a finalidade de despertar os poderes psíquicos e de compaixão adormecidos desde a última encarnação, além de desenvolver suas habilidades de ajudar os demais. Apenas depois deste treinamento o tulku estará preparado para se tornar um mestre instrutor.

O caso de Steven Seagal corresponde à reencarnação de Chungdrag Dorje, um develador de ensinamentos esotéricos contidos em textos budistas antigos, que viveu no século XVII. Chungdrag Dorje fundou um pequeno monastério chamado Gegon Gompa, localizado no Tibete oriental. Não há mais monges neste monastério, mas seus muros são conhecidos pelas belas pinturas que ostentam.

Chungdrag Dorje foi o responsável pela revelação de ensinamentos sagrados e esotéricos ocultados por Padmasambhava no século VIII. Estes tesouros foram ocultados com a intenção de que fossem descobertos e revelados num momento futuro, quando as circunstâncias de sua revelação seriam extremamente benéficas para os seres viventes.

Toda a importância deste personagem ajuda a entender o tamanho da controvérsia que cercou o reconhecimento de Steven Seagal por Penor Rinpoche, seu antigo mestre, quem teve que dar explicações. Segundo o Rinpoche, Seagal foi reconhecido com base nos sentimentos de seu mestre, e não pelas supostas doações dadas aos monastérios à ele associados. Com o reconhecimento, Rinpoche pretendia beneficiar a humanidade e o próprio Dharma.

A despeito de todas as acusações mencionadas no início do texto, Seagal é bastante respeitado por seu ativismo ecológico e pelos seus esforços na proteção dos animais. Talvez seja desta maneira que o tulku Seagal esteja revelando na prática e com ações os preciosos ensinamentos encerrados nas escrituras budistas, que indicam a compaixão, mas não limitam sua forma.

Receba atualizações do nosso site:
 

Arquivado em: BudismoVidas Passadas

Tags: , , , , , ,

Sobre o Autor

Giordano Cimadon é Psicólogo de formação e profissão. Professor de Gnosticismo, Esoterismo e Hermetismo, organiza os eventos da Sociedade Gnóstica. É escritor e responsável pela supervisão pedagógica de Cursos Online de Esoterismo, Ciências Ocultas (Tarô, Cabala, Astrologia, Magia Quiromancia, Runas) e Gnosticismo.

Comentários (1)

Trackback URL | RSS para os Comentários

  1. elza de oliveira disse:

    Tenho muito interesse em assuntos esotéricos, de cabalah, de religiões, teosofia.,curiosidades pelo mundo como as 10 monjas e tantos outros obrigada elza

Deixe seu comentário:




show
 
close